Contato

20 de abril de 2022

Teia de soluções seleciona propostas transformadoras para fortalecer áreas naturais protegidas

Social

As melhores propostas com ideias inovadoras e economicamente viáveis para o turismo sustentável e a segurança hídrica receberão apoio financeiro para serem executadas. Serão direcionados até R$ 3,6 milhões. Inscrições seguem até 02 de junho Estão abertas as inscrições para uma nova edição da “teia de soluções” que selecionará iniciativas que fortaleçam as áreas naturais protegidas por meio de propostas inovadoras, replicáveis e economicamente viáveis. As soluções inscritas devem responder a um dos dois desafios: contribuir para a sustentabilidade financeira e a proteção da biodiversidade por meio do turismo de natureza; e desenvolver estratégias de conservação que promovam a segurança hídrica. As melhores soluções serão apoiadas financeiramente para serem executadas. Até R$ 3,6 milhões estão disponíveis para o processo.

Esta Chamada busca soluções em todas as regiões do Brasil e é uma parceria entre a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG) e Governo do Paraná, por meio da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Paraná (FA) e Superintendência Geral da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI).


“O turismo em áreas naturais é uma atividade catalisadora de desenvolvimento econômico aliada à conservação da natureza, uma ferramenta importante de sustentabilidade financeira e proteção dessas regiões”, explica a gerente de Ciência e Conservação da Fundação Grupo Boticário, Marion Silva. “Além disso, áreas naturais conservadas são fundamentais para a segurança hídrica. Elas têm a capacidade de atuarem como filtros de sedimentos e resíduos, garantindo maior qualidade e regularidade na oferta de água”, completa, destacando a importância de apoiar projetos de conservação e restauração ecológica.

Interessados devem inscrever suas propostas de solução via formulário disponível no link https://chamada.teiadesolucoes.com.br e indicar a região para a sua proposta Vale reforçar que FAPEG apoiará propostas executadas no Nordeste de Goiás com até R$ 1 milhão; FAPESB, na Bahia, com até R$ 600 mil; Fundação Araucária, no Paraná, com até R$ 1 milhão; e Fundação Grupo Boticário tem foco em todo o território brasileiro, com apoio de até R$ 1 milhão.

A participação é gratuita e as inscrições seguem até o dia 02 de junho de 2022. As propostas inscritas serão analisadas por uma banca composta por especialistas e representantes indicados pelas instituições organizadoras. As melhores soluções seguirão para uma etapa de detalhamento e mentoria e, depois, passarão por nova análise para concorrer ao apoio financeiro. O resultado com as soluções selecionadas para apoio deverá ser divulgado em dezembro de 2022.

Chamada – Teia de Soluções
Inscrições: até 02 de junho de 2022

Mais informações e inscrições: https://chamada.teiadesolucoes.com.br


Sobre a FAPEG
A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás, Fapeg, é um órgão integrado ao Sistema
Estadual de Ciência e Tecnologia de Goiás. Há 16 anos a Fapeg atua fortalecendo todo o
ecossistema de ciência, tecnologia e inovação do estado. Para isso, lança editais para fomentar a pesquisa em Goiás, estruturar laboratórios, ofertar auxílios a pesquisas e diferentes tipos de bolsas permitindo a formação, consolidação e a especialização de recursos humanos. Também atua em parcerias com entes internacionais, com o setor produtivo, com as instituições de ensino e com outros órgãos do estado. A parceria com a Fundação Grupo Boticário busca propostas e soluções para o desenvolvimento socioeconômico do Cerrado, com base na proteção da biodiversidade. O processo traz como desafios tornar a prevenção e o combate aos incêndios mais eficientes, reduzindo impactos à fauna, e agregar valor às cadeias dos produtos nativos da região do Nordeste Goiano. De acordo com dados publicados em agosto de 2021 pelo MapBiomas, o Cerrado perdeu quase 6 milhões de hectares de vegetação nativa entre 2010 e 2020. Goiás está entre os três com maior perda, com 810 mil hectares, atrás apenas de Tocantins (1,11 milhão) e Maranhão (890 mil). Em setembro do mesmo ano, um incêndio que persistiu por mais de duas semanas destruiu 75,4 mil hectares na Chapada dos Veadeiros, o que corresponde a 10% de sua área total.


Sobre a FAPESB
A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) é a agência de indução e fomento à pesquisa e à inovação científica e tecnológica do Estado da Bahia, vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). A Fapesb foi criada em 2001 com a finalidade de apoiar projetos de natureza científica, tecnológica e de inovação, que sejam considerados relevantes para o desenvolvimento científico, tecnológico, econômico e social do Estado. A Fundação possui diversos programas por meio dos quais são lançados editais que visam fortalecer a pesquisa local, criar redes de articulação, estimular a ciência e o ensino, para que sejam realizados estudos que contribuam, dentre outras ações, para a diminuição das desigualdades sociais, a preservação do meio ambiente e o fortalecimento da economia do estado da Bahia.


Sobre a Fundação Araucária
A Fundação Araucária busca o desenvolvimento social, econômico e ambiental do Paraná, por meio de investimentos em ciência, tecnologia e inovação. Araucária é uma das 26 Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa do Brasil e integra o Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap). Seus projetos são desenvolvidos com base em três eixos estratégicos principais: Promoção da Pesquisa Científica e Tecnológica; Verticalização do Ensino Superior e Formação de Investigadores e Divulgação da Investigação Científica e Tecnológica. Faz parte de seus objetivos, pesquisas, ações, projetos ou programas que auxiliem na ampla difusão do conhecimento.

ODS 1. ERRADICAÇÃO DA POBREZA Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares

ODS 3. SAÚDE E BEM ESTAR Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades

ODS 5. IGUALDADE DE GÊNERO Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas

ODS 7. ENERGIA ACESSÍVEL E LIMPA Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos

ODS 8. TRABALHO DECENTE E CRESCIMENTO ECONÔMICO Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, o emprego pleno e produtivo e o trabalho decente para todos

ODS 9. INOVAÇÃO E INFRAESTRUTURA Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável, e fomentar a inovação

ODS 10. REDUÇÃO DAS DESIGUALDADES Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles

ODS 11. CIDADES E COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis

ODS 12. CONSUMO E PRODUÇÃO RESPONSÁVEIS Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis

ODS 13. AÇÃO CONTRA A MUDANÇA GLOBAL DO CLIMA Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos*

ODS 14. VIDA NA ÁGUA Conservar e promover o uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável

ODS 15. VIDA TERRESTRE Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda

ODS 17. PARCERIAS E MEIOS DE IMPLEMENTAÇÃO Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável